Home / Diversão & Arte / Amandicas / A MÚMIA (The Mummy- EUA – 2017)

A MÚMIA (The Mummy- EUA – 2017)

Olá pessoas, aqui estou eu mais uma vez dando uma de penetra no espaço de Amanda para falar sobre esse filme que, confesso, gerou uma grande expectativa em mim. Infelizmente, com grandes expectativas vêm grandes decepções.

maxresdefault

Aí você me pergunta: mas o filme é ruim mesmo? Então… não é que ele seja ruim, até gostei, mas a expectativa e o que foi vendido no trailer fez com que eu imaginasse uma múmia completamente diferente da pegada da trilogia com Brendan Fraser. No final, apesar de um clima mais dark e uma múmia mais sinistra (ponto positivo), temos apenas mais um filme de ação besta, que tinha tudo para ser algo muito power.

Então, de alguma forma, o filme também me cativou, me deixando meio dividido. É como se tivéssemos dois filmes diferentes dentro de um. Uma parte mais densa, com um climão tipo o Chamado, e a outra parte mais do mais, com o mocinho galã sem graça, agora estrelado por Tom Cruise (nada contra, mas ele podia ter ficado no Último Samurai – filme perfeito – e nunca ter saído do Japão para queimar o próprio filme nessa Múmia de 2017).

Mas, falando sobre o filme, essa nova Múmia, apesar de não ter nenhuma ligação com a trilogia com Brandon Fraser, utilizou muito efeito em relação aos poderes da múmia (como a cara aparecendo na tempestade de areia, etc), que remeteu ao antigo longa. Não que seja negativo, afinal nada se cria, tudo se copia, né?

A história do filme: Ahmanet (Sofia Boutella), filha do faraó, tem seu direito ao trono como herdeira extinguido com o nascimento do filho do faraó, que seria o dono de tudo com o qual Ahmanet sempre sonhou. Nisso, rolando uma crise braba na cabeça, ela percebe que para ter poder, este deveria ser tomado e então decidiu eliminar toda sua família, além de fazer um pacto com Set, o deus da morte. Porém, no momento crucial de trazer Set à vida, através de um sacrifício humano voluntário, com o objetivo de fazer com que o deus da morte vivesse no corpo daquele mero mortal e reinasse na Terra ao lado da sua futura rainha, seus planos foram por água abaixo, sendo presa por soldados egípcios e seu pretendente a deus morto.

Como punição, Ahmanet foi mumificada viva e aprisionada numa tumba, onde ficou presa por muuuuito tempo, até que Nick Morton (Tom Cruise) e Chris Vail (Jake Johnson), soldados em busca de enriquecimento saqueando antiguidades, encontram o tal lugar. Nesse ínterim, surge Jenny Halsei (Annabelle Wallis), que é uma pesquisadora de quem Nick roubou o mapa para chegar até o local da tumba, e através de uma série de ações descuidadas, terminam despertando Ahmanet.

Por ter sido o principal responsável pela sua liberação, Ahmanet escolhe Nick para ser aquele que será a personificação do deus da morte, mas ainda precisa achar a Adaga de Set para concluir seu objetivo. Somente com essa adaga e a pedra que se encontra no cabo, separada há muito tempo pelos cruzados, ela poderia realizar o sacrifício e concretizar seus planos. Resumindo: Nick foi amaldiçoado e não havia mais nada que pudesse fazer. Será???

Apesar de não ter citado ainda, Russell Crowe faz parte do filme, sendo o líder que caça monstros, para quem jenny trabalha e quem aprisiona por um tempo Ahmanet. O nome do personagem de Russel é Dr. Henry Jekyll…Como diria Amanda (dona desse espaço J): os entendedores entenderão.

Abraços!

Sobre Amanda Oliveira

Author Image
Cinéfila de plantão, assistente social nas horas vagas. Apaixonada por filmes de ação bem mentirosos, daqueles que desafiam a física... Viciada em livros, séries de TV e chocolate!!!

Deixe um Comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*