Home / Diversão & Arte / Amandicas / MULHER MARAVILHA (Wonder Woman – 2017)

MULHER MARAVILHA (Wonder Woman – 2017)

Quem não conhece uma das mais famosas personagens do mundo dos quadrinhos? Pode parecer lógica a resposta a essa pergunta, mas de acordo com esse INCRÍVEL filme de Patty Jenkins, nossa Mulher Maravilha está longe de ser aquela personagem sem graça das séries da década de 80 ou dos desenhos da Liga da Justiça que nós conhecemos.

Quando conheci a atriz que iria interpretar nossa amazona super power, ainda em Batman X Superman, confesso que fiquei desapontado. Olhava para ela e não via as características que sempre marcou a Diana Prince que eu sempre conheci: branca, cabelos negros e olhos azuis. Porém, ainda naquele filme, ela já havia conquistado uns 40% do meu coração…pois é galera…depois de hoje, Gal Gadot será minha eterna Mulher Maravilha.

gadotbig2Falando um pouco sobre o filme, a DC se superou. Entregaram a encomenda conforme esperada por todos. O filme conta a história de Diana (Gal Gadot) uma princesa nascida em uma ilha paradisíaca chamada Temiscira, superprotegida por sua mãe, a rainha Hipólita (Connie Nielsen), que a proibia, inicialmente, de treinar como as outras amazonas. Diana é uma pessoa bondosa, justa e de certa forma inocente, afinal sempre teve muitas verdades escondidas dela, mas sempre buscava algo mais. Ao salvar Steve Trevor (Chris Pine), um espião inglês que, fugindo dos alemães, caiu no mar perto da sua ilha, teve plantada na sua cabeça a semente da curiosidade e da vontade de fazer o bem ao resto da humanidade, que passava por um momento terrível.

Trevor é logo considerado uma ameaça à segurança da ilha e é submetido a um interrogatório, enrolado naquele laço dourado que faz com que todo mundo fale a verdade, e então as amazonas ficam conhecendo sobre a grande guerra e sobre todo o mal que ela causa. Diana logo se interessa em acabar com o MAL, até então atribuído ao Deus Ares (será!!!?), e decide se rebelar, desobedecendo as ordens da sua mãe, se apoderando da Godkiller (uma espada que mata deuses, como reza a lenda) e caindo fora da ilha com Steve para destruir Ares (segundo as amazonas, o deus que origina todo o mal entre os homens).

O filme tem seus momentos cômicos, principalmente na chegada de Diana a Londres, e muita porrada. Ao conhecer os horrores da guerra, a Mulher Maravilha parte para a pancadaria generalizada. Siiiiim…existem cenas em que ela pega pesado com os pobres mortais. Não dá pra contabilizar quantas pessoas devem ter morrido por suas mãos ou que tiveram todos os ossos quebrados.  Acontece mais uma coisas que não posso falar senão seria spoiler, que faz ela liberar toda sua raiva, dando cabo de tudo que é soldado alemão que se encontra no local, aumentando seu poder e mostrando para que ela veio, destruindo o grande inimigo do filme. (não vou dizer quem é – vai assistir logo. Eu mesmo já quero ver de novo).

Para mim, Mulher Maravilha é, até então, o melhor filme de super-herói já feito. Será que você vai concordar? Confira e deixe sua opinião.

Grande Abraço!!

Sobre Amanda Oliveira

Author Image
Cinéfila de plantão, assistente social nas horas vagas. Apaixonada por filmes de ação bem mentirosos, daqueles que desafiam a física... Viciada em livros, séries de TV e chocolate!!!

Deixe um Comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*